Cristianismo

3 cuidados ao entrar em controvérsia sobre a Bíblia

21 de fevereiro de 2016

Leia em 4 minutos

controvérsia e debateAs redes sociais são terreno fértil para discussões sobre temas os mais diversos. Com a liberdade que há para responder, somos tentados todo momento a emitir nossa opinião. Logicamente, o tema religião surge de vez em quando e somos instados, como cristãos, a nos manifestar. Neste momento, é importante tomarmos certos cuidados. Abordo três deles abaixo.

Cordialidade. A Bíblia nos ensina que nossa opinião deve ser dada com mansidão. Portanto, mantenha a calma ao debater com alguém e expor o que acredita. Evite excessos, irritação, voz alta e gritos. Diz um provérbio popular que quando uma pessoa grita é porque já perdeu nos argumentos. O silêncio, muitas vezes, comunica mais que a fala ou a escrita. Mantenha a voz baixa e procure fugir da agressividade, seja na forma ou no conteúdo. Portanto, seja respeitoso e amável, procure não usar ironias tampouco palavrões.

“Antes, santificai ao Senhor Deus em vossos corações; e estai sempre preparados para responder com mansidão e temor a qualquer que vos pedir a razão da esperança que há em vós” 1 Pedro 3:15

Embasamento. Lembre-se que num debate sobre a Palavra de Deus somos chamados a emitir nossa opinião sobre… a Palavra de Deus e sob sua autoridade. Será que estamos opinando o que pensamos ou o que a Bíblia indica? Será que nosso viés pessoal não está deturpando o que a Escritura afirma? Por isso, faça o dever de casa: estude a Bíblia. Esteja bem informado e embasado. Somente cite autores que de fato conheça e procure deixar claro quando algo for focado basicamente em sua opinião. Procure não dar a seu interlocutor margem para que ele confunda o que é seu pensamento e o que está na Bíblia. Ainda que isso te ajude a ganhar uma discussão, não é intelectualmente honesto. Você não quer simplesmente ganhar uma discussão, quer espalhar as Boas Novas da salvação.

“Meu povo foi destruído por falta de conhecimento.” Oséias 4:6

Humildade. Você pode estar bem embasado e até mesmo sendo cordial enquanto dentro do seu coração alimenta uma sensação de superioridade em relação aos outros. A arrogância é um risco que todos nós corremos. Contudo, alguns se acham tão seguros do que sabem em relação a Bíblia que esquecem o fundamental, Cristo (1 Coríntios 10:12). Os fariseus não erraram por causa de sua teologia (foi Jesus quem disse: ouçam o que os fariseus têm a dizer – Mateus 23:1-3) mas por causa da arrogância e hipocrisia que lhes habitava o coração. Por fim, a maioria deles acabou por rejeitar o Messias, e sem Cristo, não somos nada (João 15:5). Além disso, lembre-se que você pode estar errado. Afinal, você é um ser assim tão repleto de sabedoria e inimaginável conhecimento que está certo em tudo?! Somos Deus, por acaso?!

Ninguém tenha de si mesmo um conceito mais elevado do que deve ter; mas, pelo contrário, tenha um conceito equilibrado, de acordo com a medida da fé que Deus lhe concedeu.” Romanos 12:3

Há um excelente ebook do blog Voltemos ao Evangelho que recomendo a quem quiser se aprofundar no assunto – Controvérsia: como um cristão deve lidar com debates.

Por fim, escolha as batalhas que quer batalhar. Não vale a pena entrar em toda e qualquer discussão, na internet ou fora dela. Algumas vezes é preciso esperar um sinal inequívoco de Deus de que você deve expressar algo sobre determinado assunto.

Que o Senhor nos abençoe e conduza.

Veja também

Seja o primeiro a comentar

Comente aqui