Negócios, Política

O custo psicológico do governo Dilma

18 de setembro de 2016

Leia em 2 minutos

desemprego_fila_de_desempregadosMuito se pode discutir sobre os motivos que levaram ao fim do mandato da ex-presidente Dilma Roussef, no entanto, um consenso parece se formar: o governo anterior foi absolutamente danoso à economia. Tão danoso que sequer aqueles que gritam “Fora Temer” pedem seu retorno: defendem novas eleições.

Um dos maiores danos provocados pela ex-presidente atinge o seio das famílias brasileiras: um saldo de 12 milhões de desempregados*. Considerando famílias de 4 pessoas, é quase um quarto da população brasileira impactada.

Na economia são bilhões de reais deixam de circular no mercado e milhões de produtos e serviços descontinuados. O custo psicológico sobre empresários e trabalhadores, contudo, é pouco discutido.

O empresário e o empregado

O empresário que precisa fechar sua empresa enfrenta a frustração de ver um sonho acabar e a tristeza e desconforto de enviar à busca de um lugar ao sol pessoas com quem compartilhava seu dia a dia e que, oferecendo um trabalho, ofertava também a oportunidade e a esperança de conquistarem suas realizações.

O dano maior, certamente, recai sobre os desempregados propriamente ditos. Chefes de família que precisam muitas vezes enfrentar o desamparo ao não saber como alimentar seus filhos e parceiros. O sentimento de impotência que cresce ao não encontrar eventuais oportunidades de trabalho ou ter de enfrentar uma demissão . A tristeza que invade ao tirar os filhos de bons colégios ou de não conseguir manter o consumo de coisas básicas em casa.

O pior legado do governo Dilma é o crescente sentimento de baixa auto-estima que está sendo espalhado pela nossa nação através da frustração e da sensação de incapacidade que atingirá muitas pessoas que não conseguirão divisar onde suas capacidades terminam e onde começa a responsabilidade de um governo que foi errático na economia e inconsequente na administração fiscal.

Saiba que você que tem saudade deste governo é alguém que, direta ou indiretamente, anseia por uma presidente que impactou grandemente o lado psicológico de milhões de famílias e indivíduos. Você, sinto muito, é cúmplice.

Ainda bem que este governo terminou.

*Na verdade, este número é apurado segundo uma metodologia bastante questionável e deve ser significativamente maior. Veja detalhes neste nosso post: O mito do desemprego baixo.

Imagem: GCN.

Veja também

Seja o primeiro a comentar

Comente aqui