Educação

A importância da Introdução e do Prefácio

23 de abril de 2017

Leia em 3 minutos

Livros - PrefácioHá “leitores” que não costumam valorizar as partes que antecedem um bom livro. Estes começam a partir do primeiro capítulo, desconsiderando as partes pré-textuais (em especial o Prefácio e a Introdução). Estão, no mínimo, lendo de maneira pobre.

Será que não se atenta para o que é “aquilo” que antecede o primeiro capítulo? A Introdução1, o Prefácio2 e as outras partes pré-textuais não estão lá gratuitamente. Elas cumprem um propósito, qual seja, “vender” o livro e apresentar o panorama geral dele. Ninguém deveria comprar um livro sem ler o Prefácio e a Introdução. Isso é especialmente verdade para livros dissertativos, expositivos, científicos. Sua importância é tamanha que Mortimer Adler, em seu excelente livro Como ler livros, inclui a leitura destas partes pré-textuais (o Sumário, inclusive) como parte indispensável de um tipo de leitura, a leitura inspecional.

Por que são importantes?

É a partir dessas partes que se obtém respostas para as seguintes perguntas: vale a pena gastar tempo lendo este livro? Qual o teor desta obra? No que o autor estava pensando ao escrever este material? Qual terá sido seu humor? Qual o objetivo da obra? Será que este livro discutirá os assuntos que eu penso encontrar nele?

Se você não conseguir extrair essas perguntas do Prefácio, da Introdução ou até mesmo do Sumário então talvez o autor não foi competente o suficiente para expressar o objetivo da obra. Se ele não conseguiu expressar isso na parte pré-textual, não temos muita esperança que o consiga nas partes textuais.

Lembro-me de um professor de geografia que tive no ensino médio que disse certa vez ter lido um livro em que o autor gastava metade do Prefácio dizendo o quanto ele era bom naquele assunto. Nas entrelinhas, sua justificativa para aquela leitura era: “leia esse livro por que eu, que escrevi, sou o ‘cara’ nesse assunto”. É o tipo de obra que não desperta grandes interesses.

Todo site de venda de livros deveria disponibilizar o Prefácio ou a Introdução de cada obra antes de ofertá-lo para venda.

Lembre-se disso quando for comprar seu próximo livro.

1Introdução seria “Parte inicial de um livro, localizada após o prefácio, onde se expõem o argumento, os objetivos da obra e o modo de tratar o assunto”.

2Prefácio, segundo o dicionário Michaelis é “Palavras de esclarecimento, justificação ou apresentação, que precedem o texto de uma obra literária, do próprio autor, editor ou outra pessoa de reconhecida competência ou autoridade.”

Imagem: Max Pixel.

Veja também

Seja o primeiro a comentar

Comente aqui